sexta-feira, 30 de março de 2012

Documentos da Igreja Cristã - H. Bettenson

A perseguição no reinado de Valeriano [253-260]
Cipriano, Ep. LXXX.I


" Rumores falsos estão circulando. A verdade, porém, é esta: Valeriano enviou um Rescrito ao Senado ordenando que sejam castigados imediatamente os bispos, sacerdotes e diáconos; os senadores, cavaleiros e fidalgos romanos devem ser privados de suas propriedades e degredados e, se persistirem na fé cristã, decapitados; as matronas, privadas de seus bens e desterradas. Qualquer membro da casa de César que confessou ou que ainda confessa ser cristão perderá seus bens e será entregue preso para trabalhos forçados nas terras do Imperador".

No inicio do governo de Valeriano pareceu favorecer aos cristianismo. Havia cristãos em seu palácio que foram mencionados no Rescrito como, por exemplo, Caesariani [ver Dionísio de Alexandria, em Eusébio, H.E. VII.X.3ss]. O seguinte extrato expressa bem a tendência de seu segundo Rescrito. O primeiro determinava os sacrifícios exigíveis dos bispos e sacerdotes e negava aos cristãos o direito de reunião e o uso de cemitérios. Toda contravenção era punida com a morte..

Analisando a vida desses primeiros cristãos fico a me perguntar. Como seria a reação desses pastores televisivos e crentes festivos em meio a circunstâncias tão adversas? Vejam outro documento de época.

A perseguição diocleciana [303-305].
Eusébio, H.E

IX.X.8. ... uma lei foi promulgada pelos divinos Diocleciano e Maximiliano, para abolir as reuniões cristãos...
VII.XI.4. Março de 303 ... Em todas as partes publicaram-se editos imperiais para que fossem arrasadas as igrejas, quemadas as Escrituras, depostos os oficiais e, caso persistissem na fé cristã, os familiares seriam privados de liberdade. 5. Este foi o primeiro edito a circular entre nós. Outros decretos, poucos depois, se seguiram, dispondo que sejam encarcerados, em primeiro lugar, os pastores das igrejas de todas as partes do império e induzidos, por qualquer meio, a sacrificarem aos deuses...

Diocleciano parece ter sido, inicialmente, favorável aos cristãos. sua esposa e filha eram catecúmenas. Eusébio testemunha sobre o crescimento da Igreja durante a primeira metade de seu reinado [H.E. VIII.I]. Sua reviravolta é devida à influencia de Galério. Ela acarretou a renovação do edito de Galiano e a reabilitação das leis de Valeriano.].

Diante de circunstâncias tão adversas não é por acaso que a igreja primitiva era poderosa nas mãos do Senhor. Só crentes fieis é que ariscaria tudo por amor a Jesus. Que esses documentos possam servir para abrir nossas mentes e corações para um verdadeiro avivamento espiritual.

Como e por que os homens trabalham


A revista Nova Escola do mês de abril [nº251 - 2012] traz uma importante matéria sobre o mundo do trabalho e como explorá-lo em sala de aula. A reportagem assinada por Daniele Pechi tem por título “Como e por que os homens trabalham”.

O propósito dessa ação pedagógica é fazer a garotada refletir sobre a dinâmica do trabalho e suas variações ao longo do tempo histórico. A comparação entre o ontem e hoje é o elemento central dessa pesquisa, o que possibilita ao educando uma viagem pelo medievo e civilizações clássicas [Grécia e Roma], sob a ótica do trabalho. Informou Daniele.

“Como e por que os homens trabalham” é um tema que inspira curiosidade e desfio à garotada dos 6º e 7º ano. A apresentação do tema se resume a uma breve fala sobre o Dia Internacional do Trabalho [1º maio] e seu significado sócio-histórico. Completada esta etapa os alunos são instruídos a prepararem uma apresentação comparativa acerca da situação do trabalho e trabalhador no tempo histórico. Afinal, o que permaneceu ou se modificou? O que é semelhante ou diferente no trabalho nosso de cada dia?

Entrevistas com pais, amigos, profissionais da escola e outros é uma das fontes de pesquisa proposta pelo artigo, bem como uma bibliografia qualificada e uso da internet quanto potenciadora de visitas virtuais a museus e casas de cultura que estejam sintonizadas com a temática. Nessa coleta de informações, os alunos serão estimulados a buscarem fotografias, mosaicos, pinturas, enfim, todo um instrumental que permita os alunos a visualizarem a evolução do trabalho.

Nesses estudos, afirma Daniele, os professores devem apresentar à turma as características que marcam o mundo do trabalho atual [salário, variedades de atividades e expedientes trabalhados, bonificações etc.], para só depois mergulharem no passado histórico.

A subsistência apresenta-se em todos os tempos como a principal causa do trabalho humano, independente da relação empregador-empregado e forma de trabalho. Conceitos como trabalho escravo [Grécia e Roma], trabalho servil [Idade Média] e trabalho assalariado [tempos contemporâneos] serão percebidos e diferenciados pelos jovens, que entendem as circunstâncias que determinaram essas relações de trabalho.
Trabalho em nossos dias está ligado a uma decisão pessoal; hoje, mas do que em qualquer outra época, possibilita ascensão social, realização pessoal, liberdade do trabalhador frente ao empregador e, por fim, torna a busca pela qualidade de vida não um sonho distante, mas uma realidade próxima.

Diante de circunstâncias tão diversas dos tempos antigos somos impulsionados a acreditar que nossos dias são melhores que o passado distante, contudo esse é um grande erro, visto que são épocas e contextos diferentes; portanto, devem ser respeitados, concluiu Daniele.

Teólogo cristão William Craig afirma que “é possível acreditar em Deus usando a razão”

O filósofo e teólogo William Lane Craig esteve no Brasil para o 8º Congresso de Teologia da Editora Vida Nova, em Águas de Lindóia, entre 13 e 16 de março. Durante o simpósio o teólogo defendeu a ideia de que é possível usar a lógica e a razão para defender o cristianismo, a ressurreição de Jesus e a veracidade da Bíblia. No evento ele falou também de seu livro recém-lançado no Brasil: “Em Guarda – Defenda a fé cristã com razão e precisão”.

Craig é professor universitário na Universidade de Biola, Califórnia, e utilizou sua última palestra o evento para atacar, ponto a ponto, os argumentos de Richard Dawkins sobre a inexistência de Deus. Richard Dawkins é um dos maiores críticos do teísmo, e entre os ateus um dos poucos que se recusa a discutir com Craig sobre a existência de Deus.

Em entrevista à revista Veja o teólogo falou sobre sua visão apologética e afirmou sua tese de que é possível usar a lógica e a razão para defender a fé cristã. Perguntado sobre o motivo de se acreditar em Deus ele afirmou que “os argumentos e evidências que apontam para a Sua existência são mais plausíveis do que aqueles que apontam para a negação”. O filósofo afirmou também que “Ele é a melhor explicação para a existência de tudo a partir de um momento no passado finito, e também a para o ajuste preciso do universo, levando ao surgimento de vida inteligente”.

Craig disse também que “a maioria dos historiadores do Novo Testamento concorda com os fatos fundamentais que balizam a inferência sobre a ressurreição de Cristo”, e respondeu sobre o uso da lógica na defesa da fé afirmando que, mesmo não sendo possível explicar Deus em sua plenitude, “a razão é suficiente para justificar a conclusão de que um criador transcendente do universo existe e é a fonte absoluta de bondade moral”.

Fonte: Gospel+

Israelenses testam “arma” contra câncer de próstata e de pâncreas


A empresa farmacêutica israelense Titan Israel Pharma está testando um composto avançado (chamado “TL-118”), desenvolvido pela Universidade Hebraica de Jerusalém, que bloqueia o fornecimento de sangue a células cancerígenas na próstata e no pâncreas. Nas primeiras experiências, ele se mostrou eficaz para combater tumores de pâncreas em camundongos e depois em cerca de 100 voluntários.

O diretor clínico Dan Goldstaub explica que a empresa utiliza uma nova abordagem: por meio de um processo chamado angiogênese, os tumores “recrutam” vasos sanguíneos de tecidos vizinhos. A terapia anti-angiogênese destina-se a quebrar esse processo por meio da interrupção do fornecimento de sangue. “Teoricamente, podemos tratar todos os tumores sólidos dessa maneira”, comemora ele Goldstaub. “No entanto, alguns tumores são mais suscetíveis à inibição da angiogênese e cada tumor usa diferentes mecanismos de angiogênese”.

terça-feira, 27 de março de 2012

Pastor Yousef Nadarkhani escreveu carta na prisão falando a todos os cristãos sobre as acusações do Irã contra ele.


Preso no Irã acusado de apostasia, o pastor Yousef Nadarkhani foi sentenciado à morte por enforcamento. Recentemente o Portas Abertas publicou uma carta escrita pelo pastor no dia em janeiro de 2011, poucos meses depois de receber o veredicto por escrito confirmando sua sentença de morte.

Na carta, Nadarkhani fala sobre perseverança e sobre o trabalho de levar o evangelho a todos. Falando também sobre conversão e sobre as escrituras o pastor citou Salmo 1:2, que diz: “Mas o seu prazer está na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite”.

O pastor iraniano falou também de como Jesus se apresentou como modelo a ser seguido por todos e ressaltou a importância de “uma igreja baseada nos ensinamentos de nosso Senhor Jesus Cristo”.

Leia na íntegra a carta do pastor:

“Graça e paz da parte de Deus nosso Pai e do Senhor Jesus Cristo”.

Portanto, tambem nós, uma vez que estamos rodeados por tão grande nuvem de testemunhas, livremo-nos de tudo o que nos atrapalha e do pecado que nos envolve, e corramos com perseverança a corrida que nos foi proposta, tendo os olhos fitos em Jesus, autor e consumador da nossa fé. Ele pela alegria que lhe fora proposta, suportou a cruz, desprezando a vergonha, e assentou-se à direita do trono de Deus. Hebreus 12:1-2.

Quando alguém compreende a revelação da verdade, essa pessoa estará disposto a compartilhá-la com outras pessoas e com as gerações futuras. Somos gratos às pessoas que, no passado, lutaram pela Verdade, que nos permitem ter acesso a esta gloriosa revelação de Jesus Cristo. Esses crentes entenderam a riqueza e a beleza da revelação, e estavam prontos para lutar a fim de passar adiante o fruto da revelação.

Como podemos dar frutos semelhantes para a vida eterna? Depende esolhas que fizermos. Primeiro temos que fechar os ouvidos para a voz das trevas, como está escrito no salmo primeiro: Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Salmo 1:1.

A segunda coisa é abrir os nossos ouvidos à voz do Espírito falando através da Palavra de Deus, como está escrito: Mas o seu prazer está na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite. Salmo 1:2.

O fruto da A comunhão com o Senhor através da Sua Palavra Vivificante é o que garante a estabilidade nesta vida e impacta a vida de outros gerando frutos eternos, como dizem as Escrituras: E ele será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, que dá o seu fruto no seu tempo; as suas folhas não cairão, e tudo quanto fizer prosperará. Salmo 01:03.

“Um passo de fé”

Muitas pessoas admiram Jesus como um modelo único a ser seguido por gerações, muitos gostariam de imitá-lo. Jesus não veio para ser apenas admirado, mas nos trouxe um modelo perfeito a ser seguido. Se queremos ser como Ele, precisamos dar um passo de fé, como Pedro. Quando Pedro viu o seu Senhor andando sobre o mar furioso, ele pediu para ir ao encontro de Jesus sobre as águas. Então Jesus disse: “Vem!”.

Todos quanto escolheram seguir o Senhor, de alguma forma ouviram antes uma ordem D’ele, dizendo: “Vem!” Uma ordem que implica um passo de fé. Como é evidente nas Escrituras, aquilo que somos capazes de ver não é fé. A fé é bíblicamente definida como: “Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem.”

Temos que dar um passo de fé “apesar das dificuldades” “, a fim de experimentar o poder de Deus. Mas precisamos lembrar que tudo deve ser feito de acordo com a Palavra de Deus. Pedro não experimentou a possibilidade de andar sobre as águas porque ele simplesmente decidiu abandonar o barco, mas por causa da Palavra, da Ordem do Senhor. A Palavra de Deus nos diz que “deveremos passar por dificuldades” e desonra por causa do Seu Nome. A nossa fé não será genuina se ignorarmos estas palavras, se não manifestarmos a paciência do Senhor em nossos sofrimentos. Qualquer um que ignora-las será envergonhado naquele dia.

É bom lembrar que muitas vezes o passo de fé nos coloca diante de algumas dificuldades. Assim como a Palavra levou os filhos de Israel a sair do Egito e os colocou diante de um obstaculo chamado Mar Vermelho. Essas dificuldade se colocam entre as promessas de Deus e cumprimento delas e servem para desafiar e fortalecer a nossa fé. Os crentes devem aceitar esses desafios como uma parte de sua caminhada espiritual. O Filho foi desafiado no Calvário, no caminho mais difícil, como está escrito nas Escrituras: “Durante os dias de vuda na terra, Jesus ofereceu orações e súplicas, em voz e com lágrimas, àquele que o podia salvar da morte, sendo ouvido por causa da sua reverente submissão; Embora sendo Filho, ele aprendeu a obedecer por meio daquilo que sofreu “. Hebreus 5:7-8.

O clamor “Eli, Eli, lamá sabactâni?” É suficiente para expressar os sofrimentos de nosso Senhor no Calvário. Por trás desse pedido de socorro, podemos identificar a grande fé que o levou a aceitar a vontade do Pai. Sim, Ele sabia que Deus não permitiria que “seu Santo sofresse decomposição”, e que, em três dias, ele ressuscitaria dentre os mortos. Além do poder da morte, o Senhor enxergou o poder da ressurreição vitoriosa.

Eu não preciso escrever mais nada sobre a base da fé. Lembremo-nos que indenpendente de momentos bons ou ruins, apenas três coisas permanecem: a Fé, a Esperança e o Amor. É importante para os cristãos se certificarem que tipo de fé, esperança e amor permanecerão. Somente o que recebemos de acordo com a Palavra permanecerá para sempre. Eu quero encoraja-lo a viver de forma digna do chamado da Santa Palavra. Permitam irmãos, vocês que são herdeiros da glória de Cristo, serem exemplos para outros, a fim de ser um testemunho do poder de Cristo para o mundo.

Peço-lhes que vivam segundo a Palavra de Deus, a fim de rejeitar as ações das trevas que geram dúvidas em seus corações. A verdadeira vitória que elimina as dúvidas, vem pelo ouvir a Palavra de Deus com fé.

Somente uma igreja baseada nos ensinamentos de nosso Senhor Jesus Cristo subexistirá, longe do auxilio e da proteção da Palavra de Deus o devorador o destrurá.

“Vamos dar um Testemunho Santo. ”

Seu irmão em Cristo,

Yousef Nadarkhani

Fonte: Gospel+

quarta-feira, 21 de março de 2012

Aulas de História

Estou disponibilizando uma aula sobre expansão da burguesa na página de AULAS DE HISTÓRIA [ao lado].

Arábia Saudita: Líder islâmico pede destruição de todas as igrejas cristãs da região


Brincadeira, parece que o mundo islâmico está revivendo a Idade Média do Ocidente. A liberdade de culto é natural a todos os homens. Nem Deus interfere no livre arbítrio dos seres humanos. É certo que nossas escolhas tem consequências, mas o Senhor não força ninguém a coisa alguma. No ocidente todos os credos tem seu espaço garantido no seio da sociedade. Como seria bom se nossos irmãos muçulmanos também respeitassem esse mesmo princípio.
--------------------------------------------------------------------------------------------------------

Uma declaração feita recentemente por um líder islâmico tem causado grande apreensão às igrejas localizadas nos países árabes. O sheikh Abdul Aziz Bin Abdullah declarou à imprensa árabe que “é necessário destruir todas as igrejas da região”, o líder religioso é o Grande Mufti da Arábia Saudita, o que representa um dos graus máximos da hierarquia do islã. É do Mufti a responsabilidade de interpretar a Sharia, a lei islâmica.
O sheikh deu a declaração quando questionado sobre o posicionamento do parlamento do Kuwait, que afirmou que nenhuma igreja deveria ser construída no país, entretanto o Grande Mufti exortou que “o Kuwait é parte da Península Arábica e, por isso, é necessário destruir todas as igrejas do país”. Seu posicionamento foi embasado no Haith, que é o conjunto de leis e histórias sobre a vida do profeta Maomé, segundo o qual teria dito antes de sua morte que “não pode haver duas religiões na Península Arábica”, logo, o Islã é a única religião que pode ser praticada na região.

A declaração de Abdul Aziz Bin Abdullah não se trata de uma mera opinião, mas de um líder com grande influência sobre todo o povo islâmico, ele é presidente do Conselho Supremo dos Ulemas, que congrega os estudiosos islâmicos, o sheikh ainda compõe o Comitê Permanente para a Investigação Científica e emissão de fatwas, como presidente, o grupo é responsável pela interpretação da lei islâmica.

O fato mais preocupante é que líderes como sheikh Abdullah são irrepreensíveis em seu país, tanto pelo povo, pelas instituições e pela imprensa. De acordo com Raymond Ibrahim, membro associado do Fórum do Oriente Médio e um dos informantes do caso, “a omissão dos principais meios de comunicação, universidades e da maioria dos políticos ocidentais sobre o que a Igreja Cristã tem enfrentado nos países de maioria muçulmana, demonstra o quão voltado o ocidente está para os seus próprios interesses”, desabafa.

Fonte: Gospel+

terça-feira, 20 de março de 2012

Talvez.


Talvez, palavra que expressa duvida, anseio. Muitas vezes pensamos em resolver do nosso jeito, de acordo com o nosso pensar. Temos muita segurança naquilo em que pensamos. Lembro-me de Paulo que a caminho de Damasco, enfurecido, cheio de ódio para com os que estavam no caminho de Cristo, sim porque antes de Antioquia, os Cristãos eram chamados assim. 

Ele tinha certeza daquilo que devia fazer, tinha coragem para tal. Mas próximo da entrada da cidade o que acontece? Ele cai do cavalo, dai nasce essa expressão "cair do cavalo", pois muitas vezes somos surpreendidos pelo contrário. Nos achamos enviados e não somos. Fazemos de acordo com o que pensamos. Será que procuramos saber a vontade de Deus antes de fazer? É uma bela pergunta. Pergunta essa que nos levanta duvidas e anseios.

Sempre que tivermos de tomar decisões temos que agir com prudência, a qual conseguimos através de uma melhor comunhão com Deus, que pode ser expressa, nesse caso, através da oração. Busquemos a Deus em oração para sabermos o seu querer em nossas vidas. Fazendo isso, essas duvidas e anseios, viram respostas definitivas, positivas, e nos levam a Paz. Jesus te ama!

Pais lamentam ataque "brutal" e "antissemita" na França

Pais e crianças apavorados e desnorteados da escola Ozar Hatorah, em Toulouse, expressaram choque e raiva nesta segunda-feira após um ataque antissemita que golpeou a França.

"Viemos para a escola nesta manhã para as orações. Cinco minutos depois ouvimos tiros, e ficamos com muito medo. Fomos colocados em uma sala e rezamos juntos enquanto esperávamos nossos pais", disse Alexia, de seis anos. Enquanto ela falava, crianças da escola primária e secundária judaica eram levadas para fora dos corredores onde buscaram refúgio se escondendo do tiroteio que deixou quatro mortos, e corriam para os braços de seus pais.

Juízes antiterroristas tomaram o controle da investigação, mas evidências iniciais apontam que o tiroteio foi trabalho de um atirador sozinho em uma moto, que já era procurado pela morte de três soldados paraquedistas.

O alvo desta segunda-feira - uma escola religiosa judaica particular com 200 pessoas em uma região tranquila de Toulouse - mudou a natureza do inquérito.

"É um ataque abominável, obscurantista e antissemita do pior tipo. Eles estão atirando em crianças", declarou o pai Charles Bensemoun, esperando ansiosamente sua filha sair do cordão de isolamento. "Como você pode explicar isso? Estamos lidando com o antissemitismo mais brutal e mais repugnante", disse.
Com os olhos vermelhos com lágrimas, outros parentes se reuniram não muito longe da escola, discutindo as semelhanças entre o ataque contra as crianças na escola e o tiroteio da última semana contra soldados franceses.

Karine Tordjman tem um filho e uma sobrinha na escola. A mulher, 44 anos, afirmou que estava "muito, muito chocada". Mas, para ela, as notícias eram boas. "Os meus estão bem, mas as vítimas poderiam ser meus filhos", disse. "Todos aqui conhecem um ao outro", ela ressaltou.

"Como você pode esperar que eu explique o que aconteceu. Não tem explicação. Obviamente é o mesmo método do bastardo que atirou nos soldados, mas isso não significa nada", disse Tordjman. "Não podemos ter certeza de que era antissemita", ressaltou, mas foi logo silenciada por outra mulher que declarou: "Estamos sendo alvos!".

Patrick Roumi, líder da associação de pais, foi além, vendo o ataque como resultado do que ele vê como a estigmatização de Israel. "Precisamos admitir que a mídia de esquerda é cúmplice", declarou. "Nós nos tornamos um alvo dos políticos. Quando 250 foguetes foram lançados em Israel, ouvimos apenas sobre as vítimas palestinas, não sobre aqueles bombardeados diariamente".

Os três soldados paraquedistas que foram mortos na última semana em dois ataques eram árabes franceses, e o soldado ferido era um francês das Índias Ocidentais, mas Roumi não acredita que os ataques sejam obra de um simples racismo. "Podemos realmente imaginar que isso foi extrema direita?", se perguntou. "Não acho que já tenhamos chegado a este ponto na França".

Comunidade judaica

A comunidade judaica na França possui de 530 mil a 550 mil pessoas, entre elas, 20 mil a 25 mil só em Toulouse, segundo instituições ligadas a esta religião. Outras estimativas apontam para um número muito superior que pode chegar a 700 mil judeus. O judaísmo é a quarta maior religião na França, atrás do catolicismo, islã e protestantismo. Mas, ainda assim, é a maior comunidade judaica da Europa ocidental.

sábado, 17 de março de 2012

" You Raise Me Up" Celtic Woman HD



Uma linda canção popular que a meu coração fala profundamente de Deus.

YOU RAISE ME UP - Celtic Woman 

Tradução - Você Me Eleva

Quando eu estou para baixo e, oh minha alma, tão cansada;
Quando problemas vêm e meu coração se queimou;
Então, eu fico quieto e espero aqui no silencio,
Até você vir e sentar-se durante algum tempo comigo.
Você me eleva, então eu posso ficar em pé sobre as montanhas;
Você me eleva, Para andar em mares tempestuosos;
Eu sou forte, quando estou em seus ombros;
Você me eleva...para além do que eu posso ser.

Você me eleva, então eu posso ficar em pé sobre as montanhas;
Você me eleva, Para andar em mares tempestuosos;
Eu sou forte, quanto estou em seus ombros;
Você me eleva...para além do que eu posso ser.
Não há vida - nenhuma vida sem este anseio;
Cada coração inquieto bate tão imperfeitamente;
Mas quando você vem e eu estou ocupado com a admiração,
Algumas vezes, Eu acho que me vislumbro eternamente.
Você me eleva, então eu posso ficar em pé nas montanhas;
Você me elava, Para andar em mares tempestuosos;
Eu sou forte, quanto estou em seus ombros;
Você me eleva...para além do que eu posso ser.
Você me eleva...para além do que eu posso ser.

sexta-feira, 16 de março de 2012

Batismo no ônibus


 Para pensarA falta de uma cultura evangélica nacional com raízes regionais é o que falta no meio evangélico. Inicialmente toda nossa música foi importada dos Estados Unidos. Contudo, com seriedade ou humor, espiritualidade e regionalismo haveremos de chegar lá. glória a Deus.

Maior líder muçulmano da Arábia Saudita pede a destruição de todas as igrejas cristãs

O sheik Abdul Aziz bin Abdullah, o grão-mufti da Arábia Saudita, maior líder religioso do país onde Maomé nasceu, declarou que é “necessário destruir todas as igrejas da região.”

Tal comentário do líder muçulmano foi uma resposta ao questionamento de uma delegação do Kuwait, onde um membro do parlamento recentemente também pediu que igrejas cristãs fossem “removidas” do país.
O grão-mufti salientou que o Kuwait era parte da Península Arábica, e por isso seria necessário destruir todas as igrejas cristãs de lá.

“Como acontece com muitos muftis antes dele, o sheik baseou sua fala na famosa tradição, ou hadith, que o profeta do Islã teria declarou em seu leito de morte: ‘Não pode haver duas religiões na Península [árabe]’. Isso que sempre foi interpretado que somente o Islã pode ser praticado na região”, explicou Raymond Ibrahim, especialista em questões islâmicas.

A importância dessa declaração não deve ser subestimada, enfatiza Ibrahim: “O sheik Abdul Aziz bin Abdullah não é um líder muçulmano qualquer que odeia as igrejas. Ele é o grão-mufti da nação que levou o Islã para o mundo. Além disso, ele é o presidente do Conselho Supremo dos Ulemás  [estudiosos islâmicos] e presidente do Comitê Permanente para a Investigação Científica e Emissão de Fatwas.  Quando se trata do que o Islã prega, suas palavras são imensamente importantes “.

No Oriente Médio, os cristãos já estão enfrentando perseguição maior, incluindo a morte, nos  últimos meses. Especialmente nos países onde as facções militares islâmicas têm aproveitado o vácuo de poder criado pelas revoluções da chamada “Primavera árabe”, como Egito, Líbia e Tunísia, Jordânia, Marrocos, Síria e Iêmen.
Os cristãos coptas, por exemplo, que vivem no Egito há milênios estão relatando níveis mais elevados de perseguição de muçulmanos. No Norte de África, os muçulmanos prometeram erradicar o cristianismo em alguns países, como a Nigéria. No Iraque, onde os cristãos tinham algumas vantagens durante o governo de forte Saddam Hussein, populações cristãs inteiras fugiram. O Irã também tem prendido crentes e fechado igrejas mais do que de costume.

Ibrahim escreveu ainda em sua coluna: “Considerando a histeria que aflige o Ocidente sempre que um indivíduo ofende o Islã, por exemplo, uma pastor desconhecido qualquer,  imagine o que aconteceria se um equivalente cristão do grão-mufti, digamos o papa, declarasse que todas as mesquitas da Itália devem ser destruídas, imaginem o frenesi da mídia ocidental. Imediatamente todos os veículos gritariam insistentemente  ”intolerância” e “islamofobia”, exigiriam desculpas formais e apelariam para uma reação dos políticos”.
O estudioso acredita que uma onda de perseguição sem precedentes está prestes a ser iniciada na região, que ainda testemunha Israel e Irã viverem ameaçando constantemente fazerem ataques. O resultado disso pode ser um conflito de  proporções globais.


Fonte: http://noticias.gospelprime.com.br

Maior coleção particular de manuscritos bíblicos é aberta ao público

Cerca de 152 objetos relacionados ao texto que compõe a Bíblia, a maioria deles antigos manuscritos ou tábuas de pedra, estão reunidos na exposição “Verbum Domini”. Montada nas imediações da Praça de São Pedro e a poucos metros da Basílica Vaticana, a mostra inclui reproduções das cavernas de Qumran (onde foram encontrados os “Rolos do Mar Morto”), o scriptorium de um monastério, uma réplica da primeira prensa de Guttemberg e também um sítio arqueológico de uma cidade romana.

O objetivo é oferecer aos visitantes uma compreensão maior da história do livro mais lido do mundo. É possível admirar o Codex Climaci Rescriptus, um dos mais antigos manuscritos contendo longos textos na língua materna de Jesus, o aramaico palestino.

Há também uma laje de pedra, com cerca de três metros, descoberta na Jordânia, que contém 87 linhas de texto em hebraico datada do primeiro século.

Através desta iniciativa será socializada a Green Collection, maior coleção particular do mundo de textos bíblicos e documentos raros. Conforme explica Scott Carroll, curador da exposição, um terço dos objetos pertence à Green Collection, enquanto o restante foi emprestado por colecionadores particulares católicos, ortodoxos, muçulmanos, judeus e ateus.

Carroll é mestre em história da igreja pela universidade Trinity Evangelical Divinity, em Illinois, Estados Unidos. Ele já foi chamado de “o Indiana Jones da arqueologia bíblica”, pois inspecionou, estudou e comprou pessoalmente quase 50.000 papiros antigos, textos e artefatos bíblicos desde novembro de 2009, quando foi contratado para ser o curador da coleção.

Os destaques da coleção incluem, além de parte dos Manuscritos do Mar Morto, 4.000 torás judaicas, raros manuscritos iluminados, folhetos antigos, Bíblias que pertenceram a Martinho Lutero e a maior coleção Ocidental de tabuinhas cuneiformes, uma forma primitiva de escrita.

A Green Collection está atualmente no Vaticano e ainda este ano será levada para outros lugares do mundo para ser exposta em diferentes museus da Bíblia.

“Algumas pessoas, quando pensam na Bíblia, pensam em um livro diversionista. Mas, na verdade ela é como uma base que pode unificar judeus, católicos, ortodoxos e protestantes em um terreno comum”, disse Carroll. “Parece-me que ter uma exposição que celebra esses elementos que eles têm em comum, ao invés do que os dividem, seria extremamente positivo.”

A coleção continua crescendo, mas ainda não encontrou um lar permanente. Está nos planos a construção de um museu, onde será exibida gratuitamente para o público e ajudar as pessoas a aprender sobre a história da Bíblia e serem inspiradas por ela.

Traduzido e adaptado de Acontecer Cristiano e Christian Post


Fonte: http://noticias.gospel

quinta-feira, 15 de março de 2012

Cientistas anunciam descoberta de novas pistas da “partícula de Deus”


Uma equipe de físicos que trabalha no colisor de partículas americano Tevatron, no laboratório Fermilab, anunciou na última semana descobertas que confirmam as experiências do LHC, o grande acelerador de partículas europeu, sobre o bóson de Higgs, conhecido popularmente como “partícula de Deus”.

A partícula recebeu esse apelido por causa da teoria proposta na década de 1960 pelo cientista britânico Peter Higgs, segundo a qual o bósson seria a forma como a matéria obteve massa depois do Big Bang. De acordo com essa teoria, a chamada partícula de Deus seria o agente que possibilitou o desenvolvimento das estrelas, dos planetas e da vida, ao dar massa às partículas mais elementares. Porém, até agora, a partícula existe apenas em teoria.

A comprovação da existência dessa partícula poderia provar a existência de um campo invisível que supostamente permeia todo o universo, além de confirmar o Modelo Padrão da Física proposto por Albert Einstein.

O cientista Jim Siegrist, diretor-adjunto de ciências do Departamento de Energia, falou sobre a importância da descoberta: “Este é um marco importante para os experimentos do Tevatron e demostra a contínua importância das medições independentes na busca pela compreensão dos elementos básicos da natureza”, afirmou. Ele disse também que “o final do jogo se aproxima na busca do bóson de Higgs”.

De acordo com a agência Reuters, o Fermilab continua analisando os dados obtidos nas suas experiências, e Rob Roser, um dos físicos do laboratório, afirmou que uma conclusão definitiva pode ser apresentada em junho.

Fonte: Gospel+

quarta-feira, 14 de março de 2012

Caminhada


O primeiro passo determina a intensidade da caminhada
O olhar pra trás faz parte, é inevitável quando se ama
O passado e presente são tramas de uma mesma rede
Assim penso, ajo, pois sou humano em toda plenitude

Erros e acertos, quedas e novamente se por de pé
É a nossa sina, tristes mortais, frágeis imagens divina
Até quando relutarás no instante, lutarás com o vento?

Tua finitude se apega a tudo que tocar tuas mãos
Assim, nasce, cresce e logo morre como seu corpo mortal
Ideias, formas, sentimentos, todo é fogo, água e espírito
É rio que passa em intensas vagas e num instante se foi

A eternidade é negada a esse corpo efêmero e carnal
Contudo, o perpetuasse é possível pelo sangue e nome
Tua história quem a lembrará? Teus sonhos quem partilhará?

O primeiro passo determina a intensidade da caminhada
O olhar pra trás faz parte, é inevitável aos pobres mortais
A finitude é nossa marca, a fé nosso alento em dias difíceis
Pois só crendo é que vivemos e somos felizes hoje e sempre.

Jerônimo V. M. Alves
Natal 14.03.2012
Dia da Poesia

Cientista da NASA é demitido por declarar sua fé em Deus como criador


O cientista David Coppedge está movendo um processo contra a NASA, onde trabalhava, alegando ter sido despedido por ter proclamado a sua crença na teoria da “Criação Inteligente”. Por causa dessa ação, Coppedge foi ouvido nesta segunda-feira (12) pela justiça de Los Angeles.

O cientista era um dos líderes do grupo Cassini Mission, responsável pela exploração de Saturno e suas luas, e afirma ter sido demitido por acreditar na teoria que também recebe o nome de “Design Inteligente”. Essa teoria defende a ideia de que universo e a raça humana são complexos demais para terem surgido somente pelo processo evolucionista, tendo tido, dessa forma, criados por uma inteligência “superior”, logo, um Deus.

Coppedge informou à Associated Press que foi demitido por causa de conversas que teve com seus colegas de trabalho sobre “Criação Inteligente”, e por distribuir materiais sobre o assunto. Os DVDs que ele distribuía entre os colegas são produzidos por seu pai, que é membro de uma companhia cristã, a Illustra Media, e autor de um livro contra a teoria da evolução. O cientista foi demitido após trabalhar para a Agência de Administração Nacional da Aeronáutica e do Espaço por 15 anos.

O advogado do ex-cientista da NASA conta que ele tinha uma reputação entre os colegas de ser um cristão evangélico e que muitos chegaram a rotulá-lo como um cristão conservador. A defesa alega ainda que ele teria sido marcado por seus superiores depois que esses concluíram que a sua orientação sobre a Criação Inteligente era de origem religiosa: “Apesar de David não sair evangelizando em seu trabalho, ele tinha a reputação de ser um cristão que vivia de acordo com os princípios cristãos”.

David Coppedge está recebendo o apoio do Grupo cristão The Alliance Defense Fund e do Discovery Institute, instituição não partidária que conduz pesquisas em tecnologia, ciências, cultura, economia e assuntos estrangeiros. Ambas as instituições apoiam a teoria criacionista.

O diretor do Centro de Ciências e Cultura do Discovery Institute, John West, disse que “esse caso é sobre a liberdade de expressão e de consciência”. Segundo o The Christian Post, West declarou também que “há uma guerra contra qualquer pessoa que contradiz Darwin”.

Fonte: Gospel+

Auta de Souza



Dia da poesia. Para comemorar este dia apresento aos irmãos e amigos Auta de Souza. Mulher de  descendência negra num Brasil pós libertação dos escravos. Menina que logo cedo sofreu a perda dos seus pais mortos pela mesma doença que lhes tiraria a vida aos 25 anos de idade. Apesar de toda as circunstâncias adversas, Auta de Souza possuía um talento extraordinário e de uma beleza poética brilhante. 





 Caminho do Sertão 
A meu irmão João Cancio
Auta de Souza

Tão longe a casa! Nem sequer alcanço
Vê-la através da mata. Nos caminhos
A sombra desce; e, sem achar descanso,
Vamos nós dois, meu pobre irmão, sozinhos!

É noite já. Como em feliz remanso,
Dormem as aves nos pequenos ninhos...
Vamos mais devagar... de manso e manso,
Para não assustar os passarinhos.

Brilham estrelas. Todo o céu parece
Rezar de joelhos a chorosa prece
Que a Noite ensina ao desespero e a dor...

Ao longe, a Lua vem dourando a treva...
Turíbulo imenso para Deus eleva
O incenso agreste da jurema em flor.

terça-feira, 13 de março de 2012

Programa de TV que entrevista condenados antes de execução faz sucesso na China



Semanalmente, na província de Henan, no centro da China, milhões de pessoas assistem a um extraordinário programa de televisão intitulado, em tradução literal, "Entrevista Antes da Execução". Nele, a repórter Ding Yu entrevista assassinos condenados à morte.

Para garantir o entrevistado da semana, Ding e sua equipe vasculham relatórios publicados por tribunais à procura de casos. Os jornalistas têm de agir rápido, porque os prisioneiros podem ser executados sete dias após receberem a sentença. Aos olhos ocidentais, um programa desse tipo pode parecer uma exploração, mas Ding não concorda.

"Alguns telespectadores podem considerar cruel pedir a um criminoso que conceda uma entrevista quando está prestes a ser executado. Pelo contrário, eles querem ser ouvidos", diz.

"Alguns criminosos que entrevistei me disseram: 'Estou realmente muito satisfeito. Eu disse a você tantas coisas que trazia no meu coração. Na prisão, não havia alguém com quem eu quisesse falar sobre acontecimentos do passado'".

O programa foi transmitido pela primeira vez no dia 18 de novembro de 2006 no Canal Lega de Henan, uma entre 3 mil estações de TV estatais da China. Ding vem entrevistando um prisioneiro por semana desde então. O objetivo, segundo a produção do programa, é encontrar casos que servirão como um alerta para outras pessoas. Um slogan repetido no início de cada programa pede que a natureza humana acorde e 'perceba o valor da vida'.

Na China, 55 crimes podem ser punidos com a pena de morte, entre eles, assassinato, traição, rebelião armada, suborno e contrabando. Recentemente, 13 delitos deixaram de ser puníveis com a pena de morte, entre eles, contrabando de relíquias e alguns tipos de fraude. O programa, entretanto, tem como foco exclusivo os assassinatos violentos.

Avisos

Prisioneiros políticos ou casos onde existe dúvida sobre a autoria do crime não são incluídos no programa. E a equipe tem de obter o consentimento do tribunal superior de Henan antes de cada entrevista.

'Sem esse consentimento, nosso programa terminaria imediatamente', disse Ding à BBC.

As transmissões ocorrem nos sábados à noite. Com quase 40 milhões de telespectadores, o programa está entre os dez mais vistos da província, onde vivem cem milhões de pessoas. Após mais de 200 entrevistas, Ding Yu é hoje uma estrela, conhecida por muitos como 'a bela com as feras'.

Se as pessoas não prestam atenção aos avisos que o programa oferece, ela diz, então devem sofrer as consequências. 'Sinto pena e lamento por eles. Mas não tenho simpatia por eles, porque devem pagar um preço alto por seus erros. Eles merecem (a punição).'

Muitos dos casos apresentados no programa são motivados por dinheiro e um caso em particular chamou a atenção de Ding. Os criminosos eram um casal de namorados - jovens, educados e com nível superior. O plano envolvia roubar os avós da condenada mas não deu certo. O condenado, Zhang Peng, de 27 anos, acabou matando os avós da namorada.

'Eles eram tão jovens. Nunca tiveram a oportunidade de ver o mundo, ou de desfrutar da vida, da carreira, do trabalho ou do amor à família. Fizeram a escolha errada e pagaram com suas vidas', diz.

No entanto, após tantas entrevistas, poucas coisas a surpreendem. 'Já entrevistei criminosos ainda mais jovens do que aquele estudante, alguns tinham apenas 18 anos. Esta é a idade mínima em que você pode ser condenado à morte.'

A homossexualidade ainda é um grande tabu na China. Por isso, em 2008, quando o programa apresentou o caso de Bao Ronting, um homossexual que havia matado a mãe, índices de audiência chegaram ao pico. Foi a primeira vez que Ding encontrou um homossexual assumido. 'Foi a primeira vez que encontrei um homossexual, então não pude aceitar suas ações, palavras e práticas', afirma.

'Embora ele fosse um homem, perguntou-me com um tom muito feminino: 'Você se sente estranha falando comigo?' Na verdade, me senti muito estranha'.  Ding e sua equipe fizeram mais três programas sobre o caso de Bao Ronting e o acompanharam até o dia de sua execução, em novembro de 2008. Durante esses encontros, Bao perguntou a Ding: 'Eu vou para o céu?' Refletindo sobre essas palavras, ela diz: 'Eu sou testemunha da transição entre vida e morte'. No dia de sua execução, Bao Ronting foi exibido pelas ruas, em cima de um caminhão, com uma placa pendurada em seu pescoço detalhando seu crime.  A prática é ilegal na China hoje - mas a lei nem sempre é respeitada.

Brandura e rigor

O juiz Lui Wenling, que dá consultoria à produção do programa, disse que as coisas estão mudando no sistema legal chinês. 'A política criminal na China é matar menos e com mais cautela e combinar brandura com rigor'.

'Isso quer dizer, se o caso é apropriado para um tratamento brando, seja brando, e se o caso deve ser tratado de forma rigorosa, dê uma punição rigorosa'. Ding cobriu recentemente o caso de Wu Yanyan, uma jovem mãe que matou o marido após ter, supostamente, sofrido anos de abusos.  Inicialmente, ela foi condenada à morte pelo assassinato mas, desde 2007, todo veredito de execução na China tem que ser aprovado pelo Supremo Tribunal.

O tribunal decidiu que os abusos constituíam circunstâncias atenuantes e retornou o caso várias vezes ao tribunal local, até que a sentença de morte fosse suspensa. Ding visitou a prisão com a filha de Wu Yanyan para um emocionante reencontro. Se a jovem mãe continuar a se comportar bem na prisão, pode, após dois anos, acabar sendo libertada - um pequeno sinal de que as coisas estão mudando no país.

O juiz Pan, um dos mais liberais do país, assim como algumas outras importantes autoridades do judiciário chinês, anteveem mais reformas de grande alcance no sistema futuramente.

'Uma vida pode terminar em um piscar de olhos após um julgamento. Eu diria que isso é também muito cruel', disse Pan. 'Deveríamos abolir a pena de morte? Uma vez que a sentença de morte para criminosos é em si mesma um ato violento, deveríamos aboli-la. Entretanto, não acho que nosso país esteja pronto ainda', conclui.


1º Concurso Cultural Santo Angelo de Música Instrumental Gospel / Ramon ...

segunda-feira, 12 de março de 2012

Neemias - Reavaliando seus objetivos



Estudei nesse final de semana sobre o capítulo sete do .livro de Neemias  Como em todo quadrimestre foi uma lição abençoadora sobre liderança cristã. O que passo a escrever abaixo é um resumo do que aprendi em sala de aula.


1 SUCEDEU que, depois que o muro foi edificado, eu levantei as portas; e foram estabelecidos os porteiros, os cantores e os levitas. 2        Eu nomeei a Hanani, meu irmão, e a Hananias, líder da fortaleza, em Jerusalém; porque ele era homem fiel e temente a Deus, mais do que muitos. 3 E disse-lhes: Não se abram as portas de Jerusalém até que o sol aqueça, e enquanto os que assistirem ali permanecerem, fechem as portas, e vós trancai-as; e ponham-se guardas dos moradores de Jerusalém, cada um na sua guarda, e cada um diante da sua casa. 4 E era a cidade larga de espaço, e grande, porém pouco povo havia dentro dela; e ainda as casas não estavam edificadas.  5      Então o meu Deus me pôs no coração que ajuntasse os nobres, os magistrados e o povo, para registrar as genealogias; e achei o livro da genealogia dos que subiram primeiro e nele estava escrito o seguinte: 6 Estes são os filhos da província, que subiram do cativeiro dos exilados, que transportara Nabucodonosor, rei de Babilônia; e voltaram para Jerusalém e para Judá, cada um para a sua cidade. 7 Os quais vieram com Zorobabel, Jesuá, Neemias, Azarias, Raamias, Naamani, Mordecai, Bilsã, Misperete, Bigvai, Neum, e Baana; este é o número dos homens do povo de Israel.

A avaliação é uma atividade corriqueira para quem projeta alguma coisa ou deseja chegar a algum lugar. O próprio Cristo em Lucas 14:28-31, reafirmou essa verdade. A avaliação está presente no trabalho do professor, médico, engenheiro, em fim em todas as profissões, bem como no coração de Deus. É agradável a Deus um servo que zela por sua casa e isso se dá concretamente através do planejamento de suas ações, afinal, maldito o homem que faz o trabalho do Senhor relaxadamente [Jeremias 48:10].

Quando lemos o livro de Neemias fica claro o seu empenho na reedificação dos muros de Jerusalém, não só por razões políticas, mas, espirituais. O capítulo sete nos ensina que todo projeto de trabalho deve ter um objetivo e de modo algum podemos tirá-lo de foco. Se deixarmos levar pelas dificuldades que aparecem no decorrer da obra [o cansaço, o imprevisto, os inimigos.], fatalmente não alcançaremos a meta proposta [para Neemias seria a restauração do nacionalismo judaico e a espiritualidade do seu povo]. Aqui fica a pergunta, o que fazer diante das circunstâncias adversas?
O capítulo sete nos fala de um momento de parada para reavaliação do trabalho e prosseguimento da obra.

“Ora, uma vez reedificado o muro e assentadas as portas, estabelecidos os porteiros, os cantores e os levitas, eu nomeei Hanani, meu irmão, e Hananias, maioral do castelo, sobre Jerusalém. Hananias era homem fiel e temente a Deus, mas do que muitos outros”. [Ne 7.1-2]

Ante de continuarmos, gostaria de fazer uma pergunta. Em que outros momentos Neemias teve que parar o que estava fazendo para avaliar suas próximas ações?

a.       Quando soube da situação de Jerusalém - Ne 1.4 – “Tendo eu ouvido estas palavras, assentei-me, e chorei, e lamentei por alguns dias; e estive jejuando e orando perante o Deus dos céus”.
b.      Quando chega em Jerusalém e toma pé da situação estrutural da cidade – Ne 2.11-18.
c.       Quando toma conhecimento da opressão que os magistrados e nobres exerciam sobre o povo – Ne 5.
d.      Quando é concluída a primeira etapa do seu trabalho – Ne 7.

A avaliação fazia parte do fazer de Neemias. Será que é também do nosso? Alguns líderes seculares ou espirituais têm pavor de se submeter a uma avaliação por parte da comunidade. No entanto, esse recurso é um ótimo termômetro para dizer como anda nosso trabalho [relacionamento interpessoal, projetos, ganhos, perdas, ameaças etc.] e o que devemos fazer para melhorá-lo.

Voltando ao capítulo sete de Neemias. Os muros, as portas, as pessoas que fariam fluir o trabalho já estavam apostos, agora faltava decidir sobre a liderança desta grande obra? No versículo dois aparecem dois nomes:

·         Hanani – irmão de Neemias que ficaria responsável pelo governo de Jerusalém.
·         Hananias – Maioral do castelo que ficaria com a pasta da segurança pública.

É bom que se diga que esses nomes não foram escolhidos por Neemias. Eles foram indicações da comunidade, foram pessoas testadas e acharam-se competente para exercer a missão a eles proposta. Veja o caso de Hanani:

ü  Veio com Esdras na primeira leva de judeus no pós-exílio. Ele certamente deixou para trás tudo que havia conquistado em Babilônia. Era alguém que acreditava na restauração de Israel e não só isso, era um homem de ação. Trabalhou com os pioneiros na reconstrução do templo e enfrentou com eles a oposição dos inimigos do seu povo. Seu irmão permaneceu em Babilônia a serviço do império persa. Esse ponto merece uma breve análise. O homem de Deus no momento certo e no lugar certo. Se Neemias tem acompanhado seu irmão a história de Israel poderia ter tomado outro rumo e provavelmente seria retardado o projeto da reconstrução.

Desafio: Ficar ou lutar pela herança prometida por Deus? O que seria mais cômodo para Hanani? O que é mais cômodo para o irmão?

ü  Como descendente de Davi alimentava o sonho de uma autonomia política. A idéia de ser liderado por um nacional e da linhagem direta do rei de Israel era mais agradável do que a liderança de um estrangeiro.
ü  Quando aconteceu o conflito narrado em Ed 4. 23-24 é Hanani que vai à Babilônia interceder por Israel. Hanani foi reivindicar algo para sua gente numa situação nada fácil. Você se voluntaria?

“Então, depois que a cópia da carta do rei Artaxerxes foi lida perante Reum, e Sinsai, o escrivão, e seus companheiros, apressadamente foram eles a Jerusalém, aos judeus, e os impediram à força e com violência. Então cessou a obra da casa de Deus, que estava em Jerusalém; e cessou até ao ano segundo do reinado de Dario, rei da Pérsia”. [Ed 4. 23-24]
“AS palavras de Neemias, filho de Hacalias. E sucedeu no mês de Quislev, no ano vigésimo, estando eu em Susã, a fortaleza, Que veio Hanani, um de meus irmãos, ele e alguns de Judá; e perguntei-lhes pelos judeus que escaparam, e que restaram do cativeiro, e acerca de Jerusalém. E disseram-me: Os restantes, que ficaram do cativeiro, lá na província estão em grande miséria e desprezo; e o muro de Jerusalém fendido e as suas portas queimadas a fogo”. [Ne 1.1-3]

Como vemos a ação de Hanani frente a seu povo é que o capacitou para a tarefa de governar Jerusalém. Não foi, portanto um ato de nepotismo tão comum a vida política nacional. O outro auxiliar de Neemias foi Hananias. O texto bíblico nos informa que Hananias era um:

1.       líder da fortaleza.
2.       homem “fiel e temente a Deus”.
3.       homem piedoso e prudente em seus atos – Apesar do texto não afirmar diretamente, fica subtendido.

Portanto, capaz de cumprir a missão de proteger a casa do governador e garantir a segurança interna e externa de Jerusalém. Se lermos o capítulo seis de Neemias, veremos que existiam razões suficientes para a casa do governador ser rigorosamente vigiada.

3 “E disse-lhes: Não se abram as portas de Jerusalém até que o sol aqueça, e enquanto os que assistirem ali permanecerem, fechem as portas, e vós trancai-as; e ponham-se guardas dos moradores de Jerusalém, cada um na sua guarda, e cada um diante da sua casa. 4 E era a cidade larga de espaço, e grande, porém pouco povo havia dentro dela; e ainda as casas não estavam edificadas”. Ne 7.3-4

Neemias não só acolheu os novos líderes, mas também orientou e organizou o povo, delegou responsabilidades, fazendo-os participarem da própria segurança da cidade, ou seja, envolvendo todas as pessoas em seu projeto de trabalho, treinando sua gente e estimulando o aparecimento de novos líderes.
Os guardiões das portas [Os levitas e os cantores do templo eram encarregados de abrir e fechar os portões da cidade] e os guardiões dos muros [Função dividida com as famílias que habitavam próxima ao muro] são exemplos de sua ação administrativa.

O projeto de reconstrução ia além das muralhas e da reurbanização, mas da restauração espiritual.

a.        Muitos se misturaram pelo matrimônio aos gentios [Ed 10].
b.       Muitos ficaram na babilônia.
c.        Muitos não se interessaram pela herança paterna e não foram achados dignos de exercerem funções na casa de Deus.

Neemias sensível a vontade de Deus promove um recenseamento. Ele não age como Davi que foi influenciado por satanás [1Cr 21.1].
·         Ele busca a vontade de Deus para sua vida e para a vida do seu povo.
·         Em sua ação ele encontra um documento da época de Esdras [Ne 7.6-69], o que favoreceu a recontagem dos israelitas e a montagem da árvore genealógica de cada família.

Neemias obtém sucesso em sua missão exatamente porque sempre colocou a vontade de Deus em primeiro lugar. Meu irmão essa verdade também vale para sua vida. Veja o que está escrito no livro de Jó 22.26-30. Aquele que descansa no Senhor, que vive dentro da sua vontade prospera em tudo que lançar mão. As conseqüências do ato de Neemias foram várias, vejamos:

1.       Os impuros estão desqualificados [7.61-65].

·         Os líderes que não estavam de acordo com as normas sacerdotais foram afastado de suas funções.
·         Um líder espiritual tem que dá evidência do Novo Nascimento e da Firmeza Doutrinária. Só um líder com essas especificações é que podem servir de modelo para seu grupo.

2.       Os verdadeiros líderes são reconhecidos.

·         Os novos líderes fariam parte do Conselho Deliberativo da Cidade [sentado na porta das cidades para julgar].
·         Os líderes das famílias são firmados pela sua participação na obra de Deus [ofertaram ao Senhor].
·         168Kg de ouro e 1.257 Kg de prata.
·         Eram exemplos de vida para seus familiares e comunidade.

3.       Os que trabalham são recompensados [Ne 7.70-73].

·         O serviço do templo era de grande importância para Israel. Esse trabalho não poderia parar sob risco do povo por falta de profecia se desviar do caminho de Deus.
·         Neemias sabendo da importância desse serviço provém um sustento com seus próprios recursos para os levitas e sacerdotes [8,4 kg de ouro, 530 mantos sacerdotais e 50 vasilhas próprias para o culto]. Desta forma incentiva o povo a ofertar para o sustento da obra [168kg de ouro e 1.14kg de prata].

Obs. Duas coisas me chamam atenção:

a.        O exemplo que um líder deve dar a seu grupo - Neemias ofertou do seu próprio recurso.
b.       O bom andamento do trabalho de Deus quando temos homens espirituais no comando do povo. A crise que se passava no capítulo 5 de Neemias não repercute mais neste momento. O povo pacificado, justificado, amado pelo seu líder, se sentindo útil na obra de Deus está disposto a ofertar ao Senhor. O contrário disto também é verdadeiro, ou seja, as contribuições, as ofertas, os dízimos somem na medida certa da aceitação do líder.  Com o exemplo de Neemias os que faziam a obra de Deus com honestidade foram abençoados [Ne 7.73 – Os sacerdotes, os levitas, os porteiros, os cantores, alguns do povo, os servidores do templo e todo o Israel habitavam as suas cidades], assim como abençoavam o povo com os ensinamentos dos Senhor.

Conclusão.

Meu irmão hoje Deus te desafia a reavaliar seu projeto de vida.

a.        Como está tua vida espiritual?
b.       Tem levado Deus a sério em suas relações interpessoais quer seja na igreja, no trabalho ou no lazer?
c.        Tem diariamente separado um tempo para ouvir a voz de Deus através da oração e leitura bíblica?
d.       O que pensa construir tem colocado diante de Deus?

Neemias quando diante das circunstâncias diversas soube o momento certo de parar, reavaliar, tomar providências e, estão, prosseguir com segurança rumo à concretização de seu projeto. E você meu irmão?

sábado, 10 de março de 2012

Ilana Corrêa

Petição pela libertação do Pastor Yousef Nadarkhani alcança 200 mil assinaturas


Uma petição pela libertação do pastor Yousef Nadarkhani, criada pelo Centro Americano de Lei e Justiça (ACLJ), está recolhendo assinaturas de internautas. Até o fechamento dessa matéria quase 200 mil pessoas já haviam assinado o documento no site da organização.

O abaixo-assinado ganhou o apoio dos senadores dos Estados Unidos, após o senador Vittler apresentar uma resolução solicitando o apoio dos demais membros da casa, segundo informações da Missão Portas Abertas.

No Brasil, políticos da Frente Parlamentar Evangélica reuniram-se com o embaixador do Irã para coletar informações seguras e atualizadas sobre o caso de Nadarkhani, e acertam uma colaboração, oferecendo ajuda ao governo iraniano junto ao Ministério da Justiça sobre o caso de um cidadão iraniano preso no Brasil.

Na ocasião, o embaixador afirmou que ajudaria aos parlamentares evangélicos na tentativa de contato com os advogados de Yousef Nadarkhani. Há ainda, uma audiência marcada pelo senador Magno Malta com a presença do embaixador no próximo dia 20/03.

O pastor Yousef Nadarkhani está preso sob acusação de supostamente ter abandonado o islamismo para se converter ao cristianismo, o que seria proibido pela Lei Sharia, conjunto de princípios do islamismo. Há ainda contra o pastor, acusações de envolvimento com prostituição e roubos.

O caso tem ganhado repercussão internacional e atenção de organizações cristãs e de direitos humanos. O envolvimento de políticos de países como Estados Unidos e Brasil tem conseguido trazer novas informações sobre o caso, inclusive, a garantia de que as informações que circularam no Facebook sobre a execução do pastor eram falsas.

Fonte: Gospel+

O arrebatamento da Igreja



O arrebatamento da igreja - Grupo de Teatro da IBA.

sexta-feira, 9 de março de 2012

Uma mulher de fé - Kleber Lucas.



Minha homenagem a todas as mulheres em seu dia [08.03.2012].


"Mulher virtuosa quem a achará? O seu valor muito excede ao de rubis. O coração do seu marido está nela confiado; assim ele não necessitará de despojo. Ela só lhe faz bem, e não mal, todos os dias da sua vida".