quinta-feira, 25 de agosto de 2011

STF publica acórdão sobre o Piso Nacional dos Professores.


O Supremo Tribunal Federal publicou, nesta quarta-feira (24/8), o acórdão que declarou constitucional a Lei 11.738/08, que cria o piso salarial nacional dos professores da rede pública. O texto foi questionado em Ação Direta de Inconstitucionalidade impetrada pelos governos do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Ceará e Mato Grosso do Sul. O recurso foi negado pelo Supremo no fim de abril deste ano.

O deputado Fernando Mineiro sempre se posicionou a favor do Piso, que considera uma vitória dos educadores brasileiros e "uma conquista histórica do magistério". Vale lembrar que mesmo o piso sendo considerado constitucional pelo STF desde abril, o Governo Rosalba não cumpriu a determinação até agora.

A lei estabelece que todos os professores da rede pública de ensino com formação de nível médio devem ter piso salarial de R$ 1.187 e carga horária máxima de 40 horas semanais. Quando a lei foi aprovada, os cinco estados questionaram sua constitucionalidade, além de alegar que as prefeituras não teriam dinheiro para pagar os novos salários.

Fonte: Fernando Mineiro - Pt, RN.

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Testemunhos


Alvoroço santo
Realizamos um culto em um dos bares da comunidade da Mutamba da Caeira, com o consentimento do dono. Queria chegar lá e falar para os bêbados, por isso pedi ao Sr. Carlos, dono do bar, que não avisasse a ninguém. Chegamos e havia algumas pessoas bebendo. Os meninos convidaram os vizinhos e então começamos com alguns cânticos, depois uma encenação evangelística e as pessoas, que de início pareciam assustadas, iam ficando mais à vontade, depois eu dei uma palavra relacionada à peça. 

No meio da pregação, um dos bêbados começou a fazer perguntas a respeito do amor de Deus para com ele e eu lhe disse que Deus o amava e ele me perguntou: "Assim desmantelado, sujo e fedendo a cachaça?". Terminamos o culto e nos reunimos para lanchar no bar, como tínhamos combinado previamente. Aquele homem, chamado Chagas, veio falar comigo e disse que não aguentava mais aquela vida, que os espíritos o perturbavam muito e que bebia pra poder dormir, pois os espíritos ficavam ao redor de sua rede. Nesta ocasião chegou a nomear pelo menos quatro deles. 

Falei pra ele entregar a vida a Jesus e ele perguntou como fazer. Quando comecei a explicar-lhe, percebi que já não era mais ele a falar, mas um dos espíritos me desafiou. O espírito disse que eu não entraria na casa dele e que um pastor da Assembleia tentou e sua Bíblia pegou fogo e uma pregadora de outro lugar foi lá e caiu na porta da casa. Então eu disse pra ele: eu vou entrar na sua casa e não vou cair porque vou em nome de Jesus e eu estou agora na sua frente de pé e não vou cair, mas você vai ser liberto em nome de Jesus. 

Voltamos pra casa, convidei toda a igreja a orar e jejuar comigo por dois dias, quando íamos visitar aquele homem. Chegamos lá no dia acertado e não o encontramos, ficamos tristes, oramos em frente da casa dele e pedimos a Jesus que o colocasse em nosso caminho. Voltamos procurando por ele no bar, na casa do pai, onde as pessoas diziam tê-lo visto, e nada! Até que o avistamos em frente à Assembleia de Deus e fomos ao encontro dele, que tinha bebido um pouco. 

Voltamos à casa dele e foi lindo. Quando ele abriu a porta já foi se ajoelhando e dizendo que queria entregar sua vida a Jesus. Oramos com ele, cantamos, lemos a Bíblia. Meus queridos, este homem mudou o semblante, os olhos brilhavam, dava glória a Deus, dizia que estava liberto, cantava... foi maravilhoso! Ficamos de voltar no dia seguinte à noite. Chegando lá não o encontramos, procuramos em todos os lugares possíveis e não o encontramos, dissemos pra Jesus que queríamos aquele homem. Dois irmãos se comprometeram de procurá-lo no dia seguinte e assim fizeram e o encontraram, dormindo no quintal do bar desde o dia anterior, segundo o dono do bar. 

Os irmãos o levaram pra suas casas, deram-lhe banho, roupas limpas, comida e adotaram o irmão Chagas. E que alegria quando entramos na igreja e ele estava sentadinho, bem vestido e nos cumprimentou com um largo sorriso. Depois de dez dias sem beber, andando limpo, já começou a trabalhar e disse que os demônios fugiram todos.

Meus queridos, este fato causou um grande impacto em toda a Mutamba. As pessoas estão procurando a igreja, estão perplexas e dizem que nunca viram coisa igual, porque ninguém dava valor àquele homem, mas Jesus o transportou do reino das trevas para sua maravilhosa luz. Naquele dia, no bar, havia 18 bêbados e queremos os outros pra Jesus também e vamos continuar com esta estratégia. O dono do bar aceitou um grupo familiar em sua casa e tem havido um grande alvoroço por aqui. Queremos mais e mais e vamos conquistar este lugar para Cristo a fim de que ele seja verdadeiramente feliz.

Orem por nós, vamos avançar!
Missionária Marta Lúcia 
Projeto Linda Flor - Açu, RN

Igreja Batista do Alecrim - Retiro Espiritual 2011



Esse vídeo fez parte de uma amostra de vídeos em nosso Retiro Espiritual 2011. Ele foi classificado como o melhor vídeo do evento. Seus criadores foram os irmãos Clark e Emanuel. Parabéns aos irmãos.

domingo, 21 de agosto de 2011

Igrejas são incendiadas por extremistas muçulmanos


Extremistas muçulmanos incendiaram uma igreja em Zanzibar, ilha na costa da Tanzânia, no sábado, 30 de julho, três dias após a instalação de uma congregação, disseram os líderes da igreja. O templo foi reduzido a cinzas.
Em Fuoni, na costa sul de Zanzibar, extremistas islâmicos incendiaram o prédio da igreja Assembleia de Deus da Tanzânia (EAGT), que queimou por quase duas horas, disse o pastor Leonard Massasa, supervisor das Assembleias de Deus em Zanzibar. Os agressores gritavam: “Fora com esta igreja, nós não queremos infiéis para estragar nossa comunidade e nossos filhos”, relatou o pastor Massasa.
“Amanhã é domingo: meus membros, que são quase 40 pessoas, não terão um lugar para cultuar a Deus”, disse o pastor Paulo Magungu, da igreja EAGT de Fuoni. Demonstrando medo em sua voz, o pastor ainda acrescentou: “Relatamos o caso à delegacia de polícia. Espero que a justiça seja feita.”
Em Kianga, a cerca de 10 km de Zanzibar, outro prédio de uma igreja foi incendiado na quarta-feira, 27 de julho, queimando por duas horas, disse o pastor George Frank da Igreja Evangélica Pentecostal Livre na África. O incêndio ainda destruiu 45 cadeiras do templo.
“Eu tenho 36 membros e vai ser muito difícil eles se reunirem amanhã”, disse o pastor no sábado, 30 de julho. “Os membros estão com medo, pois não sabem o que os muçulmanos estão planejando fazer. Pedimos a Deus para nos ajudar a enfrentar este momento.”
Na ilha de Pemba, vizinha a Zanzibar, existe a suspeita de que extremistas muçulmanos tenham destruído um templo da igreja Adventista do Sétimo Dia, dia 17 de junho, segundo uma testemunha. “Foi por volta de 1 da manhã que vi a igreja pegar fogo”, disse um vizinho, que pediu anonimato. “Há algum tempo, houve problemas e os muçulmanos não deixavam que a igreja construísse seu prédio.”

sábado, 20 de agosto de 2011

Nossa turma. Professores do Mário Lira

Professoras da Escola M. Mário Lira
É muito bom trabalhar nessa escola.

Um novo templo e uma nova aliança - Lucas 21.5-6; Mc 13.1-2.


Amados irmãos depois de bom tempo estou de volta com um novo estudo que apresentei a igreja. Espero que Deus possa falar ao teu coração assim como falou ao meu. Paz de Deus a todos.

Um novo templo e uma nova aliança.
Texto básico: Lucas 21.5-6; Mc 13.1-2.

“como alguns diziam a respeito do templo que era ornado de belas pedras e de ofertas votivas, ele disse: contemplais essas coisas... dias virão em que não ficará pedra sobre pedras que não seja demolida”.

O capitulo 21.5-6 de Lucas se passa na última semana de Jesus Cristo entre os homens (capítulos 19.29 – capítulo 24). Nessa terça-feira ele se encontrava no templo1.  

Suas palavras [v 5-6] soaram ofensivas aos adeptos do judaísmo e incompreensivas aos seus discípulos [Mt 24.3]. O templo era um símbolo nacional e esse em particular era o segundo templo. Para os judeus o templo era o único lugar legitimo para o culto sacrificial do judaísmo.

Vejamos alguns dados acerca do templo:

a.       Foi construído por Salomão – 1Rs 6.1-36; 7.23 – 8. 66.
b.      É destruído pelas tropas de Nabucodonosor – 2Rs 25.8-17; Sl 79.1; Lm 1.10.
c.       Novamente é reconstruído na época de Edras – Ed. 1.2-4; 3.8-13; 5-6.
d.      Ampliado por Herodes, o grande – 20 a.C. – 64 d.C – Mt 21.12-17; 24.1-2.
e.      Seria posteriormente ao tempo de Jesus destruído pelos romanos no ano 70 d.C., e assim permanece até nossos dias.

Portanto, a observação de Jesus foi profundamente ofensiva aos judeus. Esse fato pode ser ilustrado em nossos dias através da seguinte situação problema: um torcedor do Vasco em plena torcida organizada do Flamengo faz a seguinte observação: Esse time vai desaparecer do grupo A do Campeonato Brasileiro. Contudo, voltará para esse mesmo staff depois de passar pela repescagem dos grupos D, C e B do Brasileirão. Não tinha como ser diferente, a reação ocorreu de imediato.

“Replicaram os judeus: Em quarenta e seis anos foi edificado este santuário, e tu, em três dias, o levantará?” [Jo 2.20]. É importante ressaltar que o templo ainda estava em serviço de ampliação quando Jesus proferiu seu discurso [Provavelmente em 28 d.C].

Essas mesmas palavras de Cristo mais tarde serão usadas para incriminá-lo (Mt 26. 59-61) bem como a seus seguidores (veja Atos 6. 14 – acusação contra Estevão).

“E levantando-se alguns, testificavam falsamente, dizendo: Nós o ouvimos declarar: eu destruirei este santuário edificado por mãos humanas e, em três dias, construirei outro, não por mãos humanas. Nem assim o testemunho deles era coerente. Mc 14. 57-59.

Quando Jesus expos seu pensamento sobre o templo ele estava especificamente falando da sua vida e da Cidade de Jerusalém. Essa pelo menos é a compreensão de alguns estudiosos que defendem a tese que Marcos [13.1-2] e Lucas [21. 5-6] tratam em seus escritos de uma referência primitiva a destruição de Jerusalém. É costume associarmos esses textos com a narrativa do final do mundo, contudo essa matéria já fora abordada por Lucas no capítulo 17. 22-37. Só em Mateus 24 é que temos a narrativa da destruição de Jerusalém, do templo e do mundo.
Afirmam esses estudiosos que Lucas 21 trata do pequeno apocalipse judaico descrito em Daniel (Dn 9. 27; 11.31;12.11) acrescentado por Jesus (vv 5-6.9-13. 21-23.28-37).

“Ele fará firme aliança com muitos, pó uma semana; na metade da semana, fará cessar o sacrifício e a oferta de manjares; sobre a asa das abominações virá o assolador, até que a destruição, que está determinada, se derrame sobre ele”. Dn 9.27

O texto de Lucas anuncia o sacrifício de Jesus Cristo por nossos pecados (Jo 2.21 – “Mas ele falava do templo do seu corpo) da iminente libertação do povo de Deus que acorre a partir da ruína de Jerusalém, da ressurreição de Cristo e do estabelecimento da sua igreja.

Esse novo templo ou nova aliança possui dupla dimensão: divina e humana

·         Divina – Ela está presente no sacrifício de Jesus Cristo.

a.       Ele foi prometido como única solução para o pecado - “ Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e o seu descendente. Este te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirá o calcanhar”. Gn 3. 15
b.      Desceu do céu a seu tempo, se esvaziou , assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homem; e reconhecido em figura humana, a si , mesmo se humilhou, tornando-se obediente até a morte e morte de cruz”. (Fp 2.6-8)
c.       Ressuscitou (Lucas 24) e está com o Pai (Hb 8.1).
d.      Um dia voltará (Mt 24.29-31) para julgar os vivos e mortos (2Tm 4.1).

Essa construção só se tornou possível por meio de Jesus Cristo nenhum homem foi, é ou será capaz de realizar tamanho feito (Como está escrito: Não há um justo, nem um sequer. Romanos 3.10). Diz a palavra:

a.       Ele cumpriu todo o mandamento – Mt 5.17-18; Hb 7.26-28.
b.      Nunca pecou – 1Pe 2.22 (O qual não cometeu pecado, nem na sua boca se achou engano).
c.       Sua morte nos trouxe a salvação e reconciliação com Deus – 2Co 5.18 (E tudo isto provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por Jesus Cristo, e nos deu o ministério da reconciliação;).

·         A dimensão humana.

Nessa perspectivas duas mudanças nos chamam a atenção:

a.       Deus não mais visita periodicamente seu povo, Ele reside perpetuamente no coração do servo fiel.
b.      O templo de Deus em nós é universal e democrático.

Deus não mais visita periodicamente seu povo, Ele reside perpetuamente no coração do servo fiel.

“Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?” 1Co 3.16

Aqui temos um mistério. O Deus transcendente (além dos limites humanos) é também Imanente (existência de um ser supremo dentro do mundo físico). Essa realidade de templos ambulantes do Deus Criador é tremenda.
Uma vez que somos templos ambulantes habitado pelo Espírito Santo de Deus não existe razão para vivermos tristes, deprimidos, cansados, pois Cristo em tudo nos vivifica.

Mas os que esperam no Senhor renovarão as forças, subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; caminharão, e não se fatigarão.” [Is 40.31]

Essa realidade de sermos templo de Deus exige de nós responsabilidades, visto que o verdadeiro servo do Senhor não pode viver da aparência. Podemos apontar três características imprescindíveis a esse servo:

a.       Ele é obediente a Deus – Fp 2.8.
b.      É integro – Mt 5.13-14.
c.       É humilde – Jo 13.4-13.

O templo de Deus em nós é universal e democrático.

O templo de Jerusalém tinha uma forte tendência bairrista. Essa situação gerava soberba por parte de Israel e era uma clara tentativa [ainda que inconsciente] de “limitar a ação de Deus” sobre os demais povos, visto que:

a.       Achavam-se exclusivos de Deus e justos aos seus próprios olhos – Lucas 18.9-14.
b.      Eles não conseguiam entender sua missão sacerdotal diante de um mundo mergulhado no pecado e desta forma dificultava a reconciliação da humanidade com seu Deus criador.

Um exemplo desse exclusivismo religioso está no livro de Ezequiel. Durante muito tempo em Israel a leitura da revelação de Ezequiel foi proibida aos mais jovens e houve muita discussão sobre a entrada ou não desse livro no Canon judaico devido sua revelação ter ocorrido fora de Jerusalém [Babilônia]. Deus em Ezequiel dava prova que não era mais uma divindade local.

O templo de Deus em nós pelo contrário é universal e democrático, visto que tem por função atrair toda a humanidade a Cristo. Lucas 21. 5-6 nos chama atenção para uma nova realidade: o tempo da graça.

Como igreja de Deus que somos temos o compromisso de:

·         darmos um bom testemunho aos homens.

“PORTANTO nós também, pois que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo o embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com paciência a carreira que nos está proposta,” Heb 12:1

·         cumprir bem a nossa missão de sacerdotes do Deus vivo.

“Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor; Tendo cuidado de que ninguém se prive da graça de Deus, e de que nenhuma raiz de amargura, brotando, vos perturbe, e por ela muitos se contaminem.” Hebreus 12. 14-15.

Portanto, irmãos o que parecia ser absurdo, decepção e mais tarde destruição para os judeus contemporâneos de Jesus Cristo [fim do templo e Jerusalém em 70 d.C] se revelou para nós outros bênçãos inigualáveis da parte de Deus Pai, Filho e Espírito Santo. Através de Cristo nosso Pai Supremo nos reconciliou com Ele mesmo e nos tornou co-herdeiros de Cristo.
“O mesmo Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus. E, se nós somos filhos, somos logo herdeiros também, herdeiros de Deus, e co-herdeiros de Cristo: se é certo que com ele padecemos, para que também com ele sejamos glorificados. Porque para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada.” Romanos 8. 16-18.

“A saber, que os gentios são co-herdeiros, e de um mesmo corpo, e participantes da promessa em Cristo pelo evangelho;” Efe 3:6

Que Deus abençoe a todos.

Se por acaso você ainda não se decidiu por Jesus como seu Senhor e Salvador, que possa fazê-lo hoje mesmo. Seja mais um templo de Deus a testemunhar do seu amor transformador a toda humanidade. 

Tatuagem eletrônica para a pele é criada e especialistas acreditam que seja a marca da besta feita por Illiminatis

Tatuagem eletrônica para a pele é criada e especialistas acreditam que seja a marca da besta feita por Illiminatis
Foi criada uma espécie de “tatuagem eletrônica” que tem como objetivo revolucionar a maneira como os pacientes são monitorados, rastreando os sinais vitais, o que dispensará a utilização dos aparelhos enormes e cheios de fios usados. A vantagem do novo dispositivo está justamente na ausência de cabos externos e na leveza dos componente. Mas em contrapartida a nova revolução na ciência atiçou no meio ‘cristão’ a curiosidade a respeito da chegada do final dos tempos, pela chamada “marca da besta”.
A tatuagem que também agradou aos geeks – apaixonados por tecnologia – tem o nome de ‘Sistema Eletrônico Epidérmico’ (EES, na sigla em inglês) foi criado por uma equipe de pesquisadores chineses e cingapurianos, britânicos e americanos, direcionado por John Rogers, da Universidade de Illinois – EUA – que defendem que além do uso na medicina é possível trazer um avanço nos jogos de computador.
O EES que tem 50 micrômetros de espessura, sendo mais fino que um fio de cabelo, foi usado pelos pesquisadores para monitorar o coração e o cérebro de pacientes, de acordo com um estudo publicado na revista científica Science. Este gruda na pele apenas aplicando água sobre ele, da mesma forma que uma tatuagem temporária e pode ser manusiado, dobrado e esticado sem correr o risco de ser quebrado.
O site ‘Apocalipse Total’ que busca interpretar o livro bíblico de Apocalipse e dissertar a respeito da verdadeira origem da Nova Ordem Mundial, questiona e confronta a criação deste novo elemento na ciência, afirmando que os cientistas buscam unificar os povos através do sistema illuminati de tecnologia.
Em dado momento da pesquisa, John Rogersos cientistas relatam relata que “o objetivo deles era desenvolver uma tecnologia eletrônica que pudesse se integrar com a pele de uma maneira invisível para o usuário”, o site ‘Apocalipse Total’ questiona o porque da necessidade da invisibilidade do equipamento.
A parte da Bíblia que fala sobre a suposta marca da besta nas mãos das pessoas fica no versículo 16 do capítulo 13 do livro de Apocalipse: “E faz que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos, lhes seja posto um sinal na sua mão direita, ou nas suas testa.”
Fonte: Gospel+

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Documentos com a expulsão de Martín Lutero da Igreja Católica serão expostos em Roma


A bula pontifícia com o decreto de excomunhão do teólogo alemão Martín Lutero, em cujos ensinamentos se inspirou a Reforma Protestante, poderá ser vista durante uma inédita exposição de documentos dos Arquivos do Vaticano, no museu da prefeitura de Roma.
A exposição, que leva o título de “Lux in Arcana”, será aberta em fevereiro próximo por ocasião dos 400 anos da criação desses arquivos, em 1612, pelo Papa Paulo V.
Entre a grande variedade de documentos históricos, figura o famoso decreto do Papa Leão X “Decet Romanum Pontificem”, com que Lutero foi excomungado em 3 de janeiro de 1521 e que selava a ruptura completa com Roma, levando a guerras de religião fratricidas na Europa.
Segundo o site da exposição, inúmeros documentos históricos serão expostos pela primeira vez ao público pelo Vaticano.
Cerca de cem documentos, atos e manuscritos, da bula papal que destituía um imperador do século XIII até documentos sobre a Segunda Guerra Mundial, foram selecionados.
A mostra, que permanecerá aberta por sete meses, foi apresentada em junho pelo número dois do Vaticano, o secretário de Estado Tarcisio Bertone, que reconheceu que se trata de ume vento especial, já que saem excepcionalmente do palácio apostólico a fim de chegar a um público mais amplo.
Muitos dos documentos que serão expostos em Roma mudaram a história, como a bula “Dictatus Papae”, de Gregório VII, publicada em 1075, com vinte e sete axiomas que estabeleciam que o pontífice era o imperador do Sacro Império, senhor absoluto da Igreja e do mundo, e que a Igreja romana não erra e jamais errará.

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Semana de avaliação no CBB


Turma: 6º ano - Matutino
páginas de estudo:
Boa prova a todos.

109
110
115
117
118
121
132
134
136
134
136
142

Turma: 7º ano.
Páginas para estudo:

108
111
113
114
115
125
130
137
181
182
183
190

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Encontrada espada romana do Segundo Templo judaico em Jerusalém


(AFP) – há 2 dias  

JERUSALÉM — Uma espada romana da época do Segundo Templo judaico foi encontrada recentemente em Jerusalém, informaram nesta segunda-feira arqueólogos israelenses.
Segundo um comunicado do Departamento israelense de Antiguidades, a espada mede 60 centímetros e foi encontrada junto a seu estojo de couro na semana passada nas escavações de um antigo canal de 2.000 anos na cidade de David, no bairro árabe de Silwan, ao sul das muralhas da Cidade Santa de Jerusalém.
Segundo a mesma fonte, esse canal permitia abastecer com água da chuva a piscina bíblica de Siloé e "servia de refúgio aos habitantes de Jerusalém que fugiam dos romanos durante a destruição do Segundo Templo".
"Aparentemente, a espada pertencia a um soldado da guarnição romana mobilizada em Israel antes do início da Grande Revolta dos judeus contra os romanos no ano 66 da era cristã", segundo o comunicado, informando que tanto a espada como o estojo encontram-se em bom estado de conservação.
Esse anúncio ocorre quando nesta segunda-feira os judeus iniciam um jejum de 25 horas para lembrar o nono dia do mês Av, data na qual se lembra a destruição do Primeiro e do Segundo Templo de Jerusalém.
O Primeiro Templo foi construído pelo rei Salomão e foi destruído pelas tropas do rei Nabucodonosor da Babilônia em 9 de Av de 586 a.C., enquanto que o Segundo Templo, erguido pelo rei de Herodes, foi destruído no mesmo dia pelo imperador romano Tito em 70 d.C.
O 9 de Av é considerado um dos dias mais tristes do calendário judaico, já que também coincide com o decreto de expulsão dos judeus da Espanha, em 1492, e mais recentemente com o atentado de 1994 contra a Associação Mutual Israelita Argentina de Buenos Aires, que deixou 85 mortos e 300 feridos.

Neurologista afirma ter criado primeira religião com base científica, com ausência de Deus

Neurologista afirma ter criado primeira religião com base científica, com ausência de Deus
Bruce E. Morton, neurocientista e filósofo formado em Harvard, e atualmente professor da Universidade do Havaí, acaba de lançar seu novo livro “Neuroreality: A Scientific Religion to Restore Meaning, or How 7 Brain Elements Create 7 Minds and 7 Realities” (Neurorrealidade”: Uma religião científica para restaurar o Sentido da Vida, ou como os 7 elementos do cérebro criam 7 mentalidades e 7 realidades). O autor promete uma transformação na vida dos que lerem sua obra.
Ele afirma ter criado a primeira religião do mundo com base científica, mostrando que fazer a ponte entre cérebro e mente, ciência e religião, pode realmente inspirar as pessoas. Líderes religiosos estão chamando obra de simplesmente de ciência experimental, enquanto outros dizem que é uma nova “bíblia de ateus”.
Ele afirma que se trata de um “upgrade de 4000 anos na religião, baseada em um método científico que esclarece as múltiplas naturezas da consciência e da realidade.” Afirma ainda que sua pesquisa empírica demonstra que suas idéias farão os seguidores “felizes e realizados”.
No entanto, críticos dizem que o autor está tentando criar algo novo para que os ateus e os não-cristãos possam se agarrar, uma espécie de sistema de crenças para validar a sua própria busca.
Michael Martin, um proeminente filósofo ateu, define o ateísmo inteiramente em termos de crenças. Para ele, o ateísmo negativo é simplesmente a falta de crença teísta, o ateísmo positivo é a descrença específica em Deus, e o agnosticismo não crê nem deixa de crer em Deus.
Morton afirma que seu novo livro não contém crenças ou experimentos sobrenaturais, e vai orientar os leitores na sua caminhada religiosa, fornecendo uma visão ampliada sobre o propósito da vida, usando um método científico.
Alguns de seus colegas pesquisadores elogiam Morton por descobrir um novo conjunto de crenças religiosas e também estão dizendo que este poderia ser uma “nova bíblia nova para os ateus.”
“O Dr. Morton deveria ser nomeado para o Prêmio Nobel da Paz pelo seu trabalho brilhante e instigante”, disse o Dr. E A Hankins III da Faculdade de Medicina da UCLA e fundador do Museu Mundial de História Natural, na Califórnia. Que complementa: “Desde Darwin não vemos tamanha riqueza de novas ideias, capazes de mudar o mundo, e que vêm para desafiar nosso conhecimento do universo, da vida e do funcionamento da mente humana.”
Morton escreveu o livro depois de passar por um período de depressão. Ele fez várias tentativas de auto-medicação para se curar, incluindo o uso de produtos químicos. Após tomar mais de 40 compostos psicoativos, até passar por uma experiência “de transcendência”, quando “descobriu a fonte de elemento social do cérebro, que lhe deu uma visão mais precisa sobre a vida, o universo e a realidade.”
Ao longo do livro, o autor discute quatro maneiras diferentes, mas inter-relacionadas de produzir uma transformação de vida, além de listar 21 soluções para a vida, com base científica – que não dependem de fé.
Vários pensadores cristãos reagiram a essas afirmações. Howard Storm, autor de livros teológicos e professor da Northern Kentucky University, disse que o Evangelho de Cristo é muito mais simples que a maioria das pessoas acredita. Para ele, “há muitas pessoas tentando complicar a fé em Deus ou procurando oferecer uma resposta que transforme a vida de tudo o que não entendemos. A mensagem simples de Jesus não necessita de qualquer interpretação, nem todas as regras e tradições que dizemos vir junto com ela. Jesus tinha uma mensagem simples: amar incondicionalmente. Ele disse que tudo se baseia no amor ao próximo e a Deus. A mensagem do Evangelho é tão simples e tão profundo quanto o amor.”
Fonte: Pavablog

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Pesquisador afirma que o diabo é um ser correto; Cristianismo teria falsificado a sua verdadeira história


O pesquisador americano Henry Ansgar Kelly, escreveu um livro discorrendo a respeito da biografia de satanás. O livro intitulado “Satã”, mostra segundo o autor e suas pesquisas, um diabo, que seria um ser moralmente correto, com a função dada por Deus de perseguir e acusar pecadores, mas que teve sua biografia deturpada após a criação do cristianismo.

Segundo constatação de Kelly, a imagem de que na luta universal contra o bem e o mal, associemos satanás a figura maligna não existe na Bíblia, o que se contrapõe a passagem no Novo Testamento em 1Pedro 5:8 “Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar. ”

Na biografia “Satã”, Kelly garante fundamentado em suas pesquisas que a real história de satanás foi distorcida pelo cristianismo e que ele não seria assim tão ruim quanto o pintamos e que ele era sim como uma espécie de “empregado de Deus”, o qual tinha a função de perseguir e acusar pecadores; função esta dada pelo próprio Deus.

“No século 2, porém, os pais da Igreja, ao interpretar o episódio bíblico de Adão e Eva no jardim do Éden, associaram-no à imagem da traiçoeira serpente. A partir daí, ele foi sendo transformado em inimigo de Deus, até virar a representação máxima do mal.” Henry Ansgar Kelly

O autor diz ter escrito o livro não somente para reestruturar a reputação de satanás, mas também a de Deus: “ A imagem que temos de Deus é que ele botou o pobre casal Adão e Eva no paraíso e depois mandou uma serpente para tentá-los. E, como recompensa, a humanidade é punida para sempre. Deus parece super-tirano. Isso não está na Bíblia. Uma vez que recuperamos a visão de Satã como um simples subordinado, Deus não parece tão injusto. Não é razoável que toda a humanidade vá para o inferno por causa de Adão e Eva e Deus só salve alguns. “Diz Henry Ansgar Kelly, que curiosamente já estudou  num seminário jesuíta para ser padre.

Fonte: Gospel+

Trans começa a alterar realidades no Vale do Amanhecer


Fonte: Missões Nacionais

Sexta-feira, 29 de julho de 2011
















No Vale do Amanhecer, onde se encontra a maior comunidade espírita do mundo, voluntários das mobilizações missionárias Jesus Transforma demonstram o poder do amor de Cristo que já começa a transformar realidades. A ação da Trans nessa localidade teve início no dia 16 de julho, com o culto no Circo da Vida - lona preparada para atividades de evangelismo criativo. Além disso, o evangelho tem entrado nos lares dos moradores da região e até mesmo alterado a agenda de ações de gangues de rua. Há informações de que duas gangues rivais, cujos perfis violentos amedrontavam a população, cessaram a guerra com a presença dos amarelinhos.  A tranqüilidade reina no Vale do Amanhecer e a transformação acontece de maneira integral, somando-se à propagação da mensagem do Reino atendimentos médico, odontológico, psicológico, entre outras atividades sociais, tais como: atividades para crianças, cortes de cabelo, verificação de pressão, teste de glicemia, etc.Como consequência da ação do Espírito Santo no Vale do Amanhecer, os moradores começaram a clamar pela abertura de uma igreja batista, como comenta a voluntária Maria dos Prazeres Bezerra: "As pessoas estão pedindo a presença de uma Igreja Batista nesse lugar, agradecendo aos voluntários e dizendo que nós chegamos no momento certo".Batalha espiritualComo não há vitória sem luta, os voluntários mencionaram várias ocasiões de batalha espiritual durante visitas nos lares e abordagens. Os relatos dão a dimensão do envolvimento da população com as seitas espíritas.Na casa de uma mulher, a princípio houve recusa da mesma em receber os voluntários da Trans, mas, com alguma insistência, a Palavra foi pregada e ela considerou a realização de estudos sobre o Evangelho de João. Ainda com medo de represálias dos espíritos, pediu para que a equipe não orasse. Em outra residência, os amarelinhos encontraram uma mulher marcada pela violência sexual. Sua vida, promiscua, era reflexo dessa e de muitas outras questões espirituais. Ainda assim, ela afirmou que não poderia aceitar a Cristo por ter sido curada pelos espíritos. Felizmente a semente foi plantada em seu coração e, a seu tempo, produzirá frutos. Um homem que participava de rituais há sete anos, diante de uma abordagem da Trans, confessou que sentia dor no peito quando falava em Deus. Ao ter aceitado o Plano de Salvação chorou por conta da dor que sentiu. Ainda assim, certo de que Cristo era o verdadeiro caminho a seguir, disse: "Aceito a Cristo, mesmo que seja perigoso para mim".Muitas e grandes são as experiências no Vale do Amanhecer. Mas a ação da Trans, amparada pelo Poder das Escrituras, fala mais do que as "orientações dos espíritos". Continue intercedendo por este projeto e faça parte desse grande exército pela libertação do Brasil.

segunda-feira, 1 de agosto de 2011